Home » Destaque, Notícias » Alerta de saúde é decretado em Medellín por causa do chikungunya

mosquitoAs autoridades de saúde da cidade de Medellín, na Colômbia, decretaram neste sábado (3) alerta sanitário para controlar a expansão do vírus do chikungunya, confirmou o vice-prefeito de saúde da cidade, Juan Carlos Giraldo Salinas.
“Temos um alerta sanitário em toda a rede de hospitais para que perante a presença de um caso possamos intervir de maneira imediata, fornecer mosquiteiros, isolamento de algum tipo de paciente que se apresente com este vírus e realizar imediatamente as fumigações”, disse o funcionário à ‘Caracol Radio’.

A decisão foi tomada depois que foram detectados 600 casos suspeitos no departamento (estado) de Antioquia, dos quais cem correspondem a Medellín, a capital.

Entre essa centena de suspeitas, disse Salinas, já foram confirmados dez casos importados de outros lugares do país.

As medidas para reforçar a rápida detecção e atuação são um paliativo para enfrentar o vírus, para o qual não há, por enquanto, repelentes na cidade, segundo admitiu o funcionário. “Infelizmente não temos repelentes. Os fornecedores nos disseram que entre segunda e terça-feira estarão chegando de novo à cidade, mas há uma escassez”, lamentou.

O alerta em Medellín, a segunda maior cidade da Colômbia, confirma a rápida expansão do vírus no país, onde segundo os últimos números atualizados pelo Ministério da Saúde foram relacionados 74.566 casos.
A maioria dos contagiados se concentra na região do Caribe, onde se destaca o departamento de Bolívar, no norte, com 29.677 casos.

Em Cúcuta, na fronteira com a Venezuela, organizações médicas denunciaram a existência de mais de 15 mil casos da doença, cujo vetor de transmissão é o mosquito Aedes aegypti, o mesmo da dengue.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

© 2015 SINDIMED