Home » Artigos, Destaque » Nota de apoio aos médicos e profissionais de saúde da rede pública de Campinas

DSC00487O Sindicato dos Médicos de Campinas e Região, vem a público através da presente (nota), prestar seu apoio a todos os médicos e profissionais da rede pública de saúde do Município de Campinas, haja visto as péssimas condições de trabalho a que os mesmos são submetidos, o que os impede de prestar um atendimento médico de qualidade a população de Campinas.

Importante esclarecer, que a Secretaria de Saúde do Município de Campinas não tem fornecido aos Pronto Atendimentos e a UPAS (Unidades Públicas de Atendimento), as condições mínimas para o atendimento à população, o número de médicos por unidade para atendimento aos plantões é insuficiente, assim como, o número de enfermeiros, auxiliares de enfermagem, técnicos de RX e atendentes, também é reduzido, o que causa grandes atrasos no atendimento aos pacientes que buscam a rede pública de saúde.

 

Oportuno informar, que os constantes atrasos no atendimento nos referidos PAs e UPAs, não se deve à falta, ou ao não comparecimento dos médicos aos plantões, e sim, ao número reduzido destes profissionais nos quadros de funcionários da Secretaria de Saúde, e em razão disso, o atendimento à população é demorado e precário, pois, por uma questão de coerência e lógica, os médicos são obrigados a atender os casos de emergência em primeiro lugar, deixando os casos supostamente mais leves para depois, o que gera uma espera de longas horas para atendimento, não sendo justo com aquele que sente dor, tem febre, e que também necessita de um atendimento rápido e humanizado.

Apenas para dar um exemplo da importância dos Pronto Atendimentos e das UPAs para a cidade de Campinas, citamos o caso da UPA CENTRO, que fica na Rua Irmã Serafina, nº 937, e que hoje atende mais adultos que o próprio Hospital Mario Gatti, verifica-se, portanto, a importância do aparelhamento e da complementação do quadro clínico deste Posto de Pronto Atendimento para a população e para a cidade de Campinas, não se justificando em hipótese alguma, o descaso e desrespeito da Prefeitura e da Secretaria de Saúde, com a população que paga seus impostos corretamente e tem o direito de ser bem atendido.

O Sindicato dos médicos de Campinas e Região, no exercício de sua missão pela defesa por melhores condições de trabalho dos médicos, se solidariza com estes, e com todos os profissionais da área da saúde, os quais tem feito o máximo possível para bem atender a população, mas, infelizmente, a Prefeitura de Campinas e a Secretaria de Saúde, não tem feito a sua parte.

 

Públicada no Jornal Folha de São Paulo do dia 31/07/2014

Deixe uma resposta

© 2014 SINDIMED