Home » Destaque, Notícias » Vistoria em Pronto Atendimento de Campinas constata falta de profissionais e estrutura precária

DSC00506Para apurar as reclamações sobre a más condições de atendimento, o Sindimed realizou nesta quarta-feira (11/06) uma vistoria do Pronto Atendimento São José, em Campinas. A visita do Sindicato constatou a falta do cumprimento mínimo do quadro efetivo de médicos e equipe, além de problemas estruturais e higiênicos.

Segundo o presidente do sindicato, Casemiro Reis, o PA deveria ter, no mínimo, cinco médicos clínico-gerais e três pediatras, porém, no dia da vistoria, a unidade funcionava com apenas dois clínicos e dois pediatras. A situação no quadro de profissionais fez com que as consultas fossem suspensas. Somente atendimentos emergenciais e pediátricos foram mantidos.

Ainda de acordo com Dr. Casemiro Reis, o quadro geral de funcionários do PS está comprometido, já que o efetivo de enfermeiros atualmente é de cinco profissionais por plantão, o que deveria operar com onze, e também o setor da radiografia funciona com déficit de uma pessoa. a Vistoria também constatou problemas na estrutura

Condições precárias

Segundo o presidente, durante a vistoria, foram constatados problemas na estrutura física do local, como a existência de paredes com infiltração, fios desencapados e a sala do raio-x está fora das normas, o que gera risco de vazar a radiação. Ainda de acordo com Reis, as lixeiras do local estão inadequadas, sendo constatada a presença de insetos e roedores dentro dos objetos.

Outro fator apontado pelo sindicato foi que funcionários do PS reclamaram do produto químico encaminhado pela Prefeitura para a revelação do raio-x. Segundo Reis, trabalhadores do local afirmaram que houve a troca do componente e a qualidade das imagens está ruim, o que afeta nos diagnósticos.

Secretaria de Saúde

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que existe uma reforma prevista para p pronto-socorro São José, porém as obras ainda não foram iniciadas devido à sazonalidade de doenças respiratórias e do aumento do fluxo de turistas na cidade neste período, o que pode causar um aumento na demanda na assistência médica.
Ainda de acordo com a pasta municipal, está previsto um novo concurso público para médicos e outros profissionais da Saúde neste ano.

Com informações do G1
Veja matéria na EPTV : http://glo.bo/1q7sdDD

Mais imagens:
DSC00487

DSC00489

 

 

 

 

 

 

 

 

DSC00495

Deixe uma resposta

© 2014 SINDIMED